Liceu Pasteur - Ensino Médio, Fundamental e Infantil

Notícias / Reportagens

Voltar
Reportagens - 08/03/2012

Preparados para vida

 

Concluintes da 3ª série do Ensino Médio do Liceu Pasteur em 2011 conquistam vagas nas principais universidades do País e mostram que estão preparados para os desafios da vida.

Beatriz Leite Machado, Sophia Gutierrez e Lucas Vinícius compartilham de uma mesma alegria neste início de ano. Os três são ex-alunos, recém-formados na 3ª série do Ensino Médio pelo Liceu Pasteur, e saíram das salas de aula da instituição direto para os ambientes das principais universidades do País. O trio comemora a passagem, sem escalas em cursinhos pré-vestibulares, para o curso Superior. A conquista é ainda mais significante, visto o aumento considerável de candidatos por uma vaga na faculdade, qualquer que seja a escolha profissional do vestibulando.

  O que chama ainda mais atenção no caso dos três alunos é o histórico escolar. Todos iniciaram a jornada dentro do Liceu Pasteur. Beatriz está no colégio desde o 1º ano do Ensino Fundamental, Sophia entrou na instituição no Jardim II e Lucas praticamente deu os primeiros passos de sua vida no Liceu ao entrar ainda no Maternal. Hoje, Beatriz já está cursando Psicologia na PUC-SP, Sophia aguarda, ansiosa, pelo início das aulas no curso de História da USP (Universidade de São Paulo) e Lucas, que passou no curso de Sistemas de Informação da USP, ainda avalia a escolha da profissão, mas sabe que está bem preparado para o caso de querer seguir outro caminho. “Estou muito feliz por saber que já consegui uma vaga em uma das melhores instituições do País. Mas recentemente tive contato com tecnologia para jogos digitais e devo prestar o vestibular novamente no meio do ano”, explica Lucas.
Quando questionados sobre a importância do Liceu Pasteur na conquista recente da vaga na universidade, os três têm na ponta da língua a resposta. “O Liceu nos prepara para a vida e não só para o vestibular. Isso nos deixa bastante confiantes e focados nos objetivos. O vestibular é mais um deles. Isso ajuda a manter o foco, a tranqulidade e atingir o sucesso na hora das provas”, concordam. Beatriz vai além para explicar o que sentem quando conversam com estudantes de outras instituições. “No Liceu não há um pressão demasiada para que o aluno passe no vestibular. É uma pressão saudável. Os professores nos orientam e nos dão todo o suporte para que a gente fique bem preparado para os desafios da vida”, completa a estudante.  

Mentoria e Simulado – Um dos pontos destacados pelos estudantes em relação ao trabalho realizado no Liceu Pasteur na reta final de preparação para o vestibular é a Mentoria. Todos os alunos elegem um professor que será o Orientador. O acompanhamento do mestre ajuda a guiar melhor a escolha do curso que será seguido e, feita a decisão, dá dicas de como estudar e se preparar para o momento da prova.

  “Eu tinha muitas dúvidas entre outros cursos, como Filosofia e Ciências Sociais. Mas a conversa com o professor foi vital para que eu optasse por História. E não me arrependo. Só tenho a agradecer o apoio do professor”, revela Sophia. Entre outros benefícios, a Mentoria lhe possibilitou pesquisar em quais universidades ela podia ingressar e a carga horária dos cursos.

Outro aspecto citado pelos estudantes é o modelo de avaliação do Liceu Pasteur, que aproxima os alunos da realidade das provas dos vestibulares. A partir da 1ª série do Ensino Médio, uma das ferramentas usadas para avaliar a condição dos alunos é o Simulado. São provas que seguem exatamente o modelo das provas de múltipla escolha usadas nos processos seletivos das universidades. “O Simulado dá experiência para lidar com provas longas e que misturam as disciplinas. Acredito que, ao fazer o Simulado, você já consegue antecipar a ansiedade que viverá no dia do vestibular. Em três anos, você passa a controlar melhor isso e a evitar que seja algo que atrapalhe o desempenho”, acredita Beatriz. Na 3ª série do Ensino Médio, os Simulados também contam com provas dissertativas para antecipar o modelo da segunda fase de vestibulares, como o da Fuvest.

Formação – Mais do que a possível condição de ter vantagem competitiva para ingressar nas melhores faculdades do País, devido ao que se aprende na sala de aula, o que também é enaltecido pelos alunos é a capacidade do Liceu Pasteur de formar cidadãos.

Os três alunos revelam que sempre tiveram vida ativa nas atividades extracurriculares. Beatriz foi uma aluna dedicada nas aulas de música e chegou a fazer parte do coral. Sophia era daquelas que não perdiam uma aula de culinária. E Lucas sempre esteve presente nas aulas de tênis e nas atividades da robótica.  

Para Sophia, há ainda um importante adicional no currículo dos alunos do Liceu que faz toda a diferença para a dura batalha por um lugar ao sol no mercado de trabalho: o idioma francês. Por ser uma instituição bilíngue, com aulas de francês regulares, o aluno consegue ter no currículo esse idioma extra, algo quase não visto em outros profissionais. Também há de se lembrar que o inglês e o espanhol são parte do conteúdo programático e extracurricular do Liceu Pasteur. “Eu mesma saí faz tão pouco tempo do Liceu, conquistei uma vaga no curso de História da USP e já estou estagiando na área de documentação da Votorantim. E tenho certeza que o idioma francês contou muito para conseguir o estágio”, acredita.

Para os três que passaram mais de uma década na instituição, a alegria pela conquista também divide espaço pelo ar saudosista na hora de falar do Liceu Pasteur. Beatriz dá o tom do sentimento dela e dos colegas. “O ambiente do colégio e a atenção especial que recebemos dos professores é algo difícil de se encontrar. Fizemos amizades para a vida toda e sentiremos falta dos momentos que tivemos por aqui. E não tem como não colocar o Liceu como o principal responsável pela primeira conquista importante de nossas vidas que é a entrada em ótimas universidades”, finaliza.

fdbcom

Compartilhe: Voltar