Liceu Pasteur - Ensino Médio, Fundamental e Infantil

Notícias / Reportagens

Voltar
Reportagens - 03/03/2017

Pizzada 2017

Em mais uma edição da Pizzada do Liceu, os recém-formados contam os desafios e comemoram os bons resultados nos vestibulares.

A tradicional Pizzada do Liceu Pasteur com os alunos recém-formados chegou em sua 5ª edição em 2017. E foi mais uma vez um momento muito especial, cheio de boas histórias de sucesso dos ex-alunos e os desafios para conseguir entrar nas principais universidades do País. Esta turma, em particular, teve sua grande maioria aprovada, o que mostra a força da Instituição e a capacidade de cada um dos estudantes em entender como é preciso se preparar para chegar ao objetivo traçado.

Renan dos Reis Hernandes e Maria Júlia Souza podem servir de exemplo de como foi a vida escolar dentro do Liceu Pasteur e como conseguiram abocanhar suas vagas na tão almejada USP (Universidade de São Paulo). Renan foi um dos vestibulandos que garantiu sua vaga na Escola Politécnica da USP, que ministra os cursos de Engenharia. Já a Maria Júlia foi aprovada no curso de Química. “Temos muito a agradecer ao Liceu Pasteur pela dedicação dos professores e no modo como a Instituição prepara o aluno quando se aproxima a época dos vestibulares”, declara Maria Júlia.

Quando Maria Júlia fala sobre o modo com que o Liceu Pasteur prepara seus alunos, ela é ainda mais direta para não deixar dúvidas do quanto fez diferença os processos do colégio em sua conquista em uma das maiores universidades do País. “Para mim, o Liceu é como uma mãe. Todos os professores abraçam a causa dos alunos dando apoio e muita atenção. Eles sabem como moldar o potencial de cada um e isso nos deixa alguns passos à frente dos demais concorrentes, certamente”, completa a recém-formada e agora caloura da USP.

Outro fato importante também é citado por Renan: as Mentorias na orientação profissional. Ele tinha algumas dúvidas sobre a carreira que queria seguir. Pensou em fazer Direito, mas com o tempo e os conselhos dos mestres foi vendo seu potencial e as perspectivas que a Engenharia lhe proporcionaria. “Eu não tenho dúvidas que as sessões de Mentoria mudaram minha visão e essa escolha mudará minha vida. Então é extremamente importante ter professores gabaritados para lhe ajudar a enxergar novas áreas de acordo com seu potencial”, explica. Assim como Renan, Maria Júlia também teve uma mudança de direção na escolha. “Por toda a história familiar, que está repleta de médicos, eu pensava em cursar Medicina. Porém com o tempo fui gostando da ideia de fazer Química e, de repente, atuar na Indústria Farmacêutica, o que me colocaria perto da Medicina”, revela.

Pré-vestibular – O Liceu Pasteur tem em seu cronograma regular da 3ª Série do Ensino Médio um espaço cuidadosamente reservado para os preparativos pré-vestibular. A partir do segundo semestre do último ano, os alunos passam a frequentar o Cursinho do Liceu, organizado pelo professor de matemática Mário Sasai com o suporte da Direção e Coordenação. Ele conta que todo o conteúdo é uma grande revisão de tudo o que foi lecionado durante o Ensino Médio, sempre com olhos atentos em contextualizar todo este conteúdo com as provas aplicadas nos vestibulares nos anos anteriores.

“Temos um trabalho minucioso de resolver as provas das principais universidades do País com os alunos em sala de aula. Fazemos questão por questão, mostrando o perfil de cada prova, grau de dificuldade e como o aluno deve fazer a leitura exata para determinada banca avaliadora”, conta Sasai, que tem em seu currículo passagem como integrante da banca que realiza as questões da Vunesp, o que também ajuda numa orientação ainda mais qualificada.

Um dos pontos expostos por Mário Sasai, que é a capacidade de entender o perfil de cada prova e como cada banca realiza a avaliação, é considerado fundamental pelos alunos do Liceu Pasteur. “Ao você entender que uma certa prova te exigirá um raciocínio mais direto com questões mais exatas e outra também levará em conta a forma como o aluno consegue pensar para decifrar determinado problema, isso traz mais segurança e confiança no momento em que se vê diante da prova”, afirma Maria Júlia.

De qualquer forma, a dedicação do aluno sempre é também peso importante nessa fase cheia de desafios. E tanto Renan como Maria Júlia são categóricos ao dizer que é preciso estudar muito. E dão uma dica: não tenham vergonha de perguntar aos professores as dúvidas até que você se sinta pronto para resolver determinada questão e, claro, na hora da prova é preciso manter a calma. “No final tudo dará certo”, conclui Maria Júlia.

Além da Maria Júlia e do Renan, tivemos na Pizzada 2017 mais aprovados entre os formandos da turma de 2016: Bruno Elie Baracat Agostinho (aprovado em Engenharia Mecânica no Instituto Mauá de Tencologia), Caio Miranda Barbero (aprovado em Administração na ESPM), Carolina Siciliano (aprovada em Engenharia da Alimentação no Instituto Mauá de Tecnologia), Giovana Fioresi (aprovada em Engenharia Química no Instituto Mauá de Tecnologia), Livia Andrade (aprovada em Arquitetura no Mackenzie), Luca Pasquoaline (aprovado em Produção de Música Eletrônica na Anhembi Morumbi), Marcelo Bamonte Seoane (aprovado em Jornalismo na Faculdade Cásper Líbero) e Maria Luiza Girassol Freire (aprovada em Moda na Santa Marcelina).

Ver as fotos da Galeria: clique aqui

Compartilhe: Voltar